TRANSLATE JORPS TO YOUR LANGUAGE

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Otis

O filme conta a historia de um serial killer gordo e pervertido que se apaixona facilmente por garotas, e acaba tendo elas como suas vitimas, as seqüestrando e forçando-as a encenar um jogo doentio no qual ele fantasia. Nesse jogo, Otis usa sempre o mesmo padrão se assim podemos dizer. Ele é Ottis e a garota é Kim, coincidência ou não, esse é nome da mulher de seu irmão que não sabe da vida de seqüestros e assassinatos de Ottis.


A vida de Otis se resume a sua casa e seu trabalho como entregador de pizza, e é entregando pizza que ele conhece e se “apaixona” por suas vitimas. Após seqüestrá-las, Otis liga para a família da garota e pedi autorização dos pais para que ele possa levar “Kim” ao baile. Essa fantasia que é vivida por Otis, nada mais é que a vida que seu irmão não teve. Dentro do seu jogo ele faz com que a vitima dance com ele em um salão improvisado, e também finge star jogando futebol americano e que ela é uma líder de torcida que está vibrando pelas suas jogadas.


No filme, após varias garotas de alguma maneira resistir e acabarem mortas por isso, Otis consegue seqüestrar mais uma garota, a adolescente Riley Lawson, e repete todo o processo. Porem em uma das vezes que seu irmão estava em casa – o irmão de Otis sempre o estava xingando por ele viver em uma casa toda bagunçada e por ele de certo modo não ter responsabilidade – a garota consegue fugir e ligar para os pais que estranhamente parecem mais preocupados com a localização de Otis do que do bem estar da própria filha.


A família pede para que a filha não conte a ninguém a localização do seqüestrador nem mesmo para a policia. A família então (pai, mãe e irmão) se arma de todas as maneiras possíveis, de taco de baseball a furadeira, e parte rumo à casa de Otis para fazer justiça com as próprias mãos. Desde ponto em diante o filme que até então se propunha a ser de terror/suspense começa a ficar cômico, de uma maneira bem sinistra, mas cômico.


Ottis havia saído de casa para trabalhar, e não sabia que a garota havia escapado. A família dela entra na casa sem nenhum problema e fica aguardando a chegada de Otis.


O pai já dentro da casa, meio que se arrepende e eles tem uma pequena discussão. Eis então que eles escutam um barulho. Alguém chegou em casa. Eles se preparam e quando a porta se abre eles já atacam. Imobilizam e amarram quem eles pensavam ser Otis numa cadeira e o torturam de varias maneiras possíveis até que ele morre. O telefone do pai da garota toca. Ele atende e é o policial que descreve as características de Otis. Dito isso a família percebe que cometeu um erro, verifica a identidade de quem eles mataram e não era Otis e sim o seu irmão. A família também não sabia que haviam câmeras no local, mas pra sua sorte eles não estava direcionadas para eles, e só captaram o audio. No final eles descobrem que Otis era o entregador de pizza que por varias vezes foi a sua casa. Eles pedem uma pizza e esperam. Quando a campainha toca o irmão de Riley, Elmo, atira três vezes contra a porta e o filme acaba sem que a gente saiba se eles mataram a pessoa certa ou não.


O filme lembra muito um episodio da serie “Criminal Mind’s”, porem com mais humor. De terror mesmo não tem nada. No filme é perceptível como a repórter que noticia o caso é bastante sensacionalista, o que no meu modo de ver é uma critica a nossa imprensa atual que adora ver uma desgraça. No geral o filme é razoável, sua trilha sonora é muito boa, solos de guitarra e muito rock in roll mas, o enredo em si não é lá essas coisas.

2 comentários:

MARCELO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
POSSILGA disse...

Seguinte carinha;

1º Eu aceito criticas sim. Tanto que mudei o topico dos textos de resenha para resumo critico pos realmente é do que se trata.
2º Quem é você para dizer o que eu sou ou oque eu não sou.
3ºO fato de você não ter gostado de um unico texto, não vai mudar em nada o rumo da minha vida.
4º Eu não vou fexar meu blog porque uma pessoa que não tem coragem de se identificar não gostou dele.
5º Você deve ser ou deve se achar o bonzão né? "assim fazem os que sabem escrever", se você tivesse ao menos tido a coragem de se identificar ou de por um email de resposta eu até te daria um pouco mais de crédito.
6º Eu só deletei o comentario pelos motivos que citei a cima.
7º Eu não me julgo dono da verdade, e caso o senhor não saiba como está escrito na descrição do blog, o intuito aqui é que eu expresse o MEU pensamento e os meus textos, em nenhum momento me considero dono da verdade.
8º Só para finalizar, se você não gostou do blog, PROBLEMA UNICO E EXCLUSIVO SEU! Não acesse mais. Não perca seu tão precioso tempo vendo esta porcaria, afinal de contas você deve ter coisas muito mais importantes e mais interessantes para fazer do que ver um blog tão mediocre como esse não concorda?

Mais uma vez eu te pergunto; QUEM É VOCÊ PARA JULGAR OS OUTROS? Um pessoa que se baseia em um texto para julgar o trabalho de alguem deve ser muito inteligente, deve escrever para a folha de São Paulo ou algum outro grande meio de comunicação no minimo.

Postagens populares