TRANSLATE JORPS TO YOUR LANGUAGE

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

A ARTE DO GHAMBIARRA


Janaina Alves Ferreira e Joanna Ribeiro Nogueira se conheceram a dois anos e meio e são as sócias dessa microempresa que surgiu em maio de 2008.








Muitas pessoas tentam conseguir um emprego que se enquadre nos seus conhecimentos e que seja agradável, mas por muitas vezes devido a falta de oportunidade elas acabam tendo que se contentar com outra realidade.

Em Montes Claros, duas amigas conseguiram unir o útil ao agradável e com seu empenho e muita criatividade deram inicio as atividades do Ghambiarra, uma microempresa que produz camisetas, pulseiras de arame, colares de bambu e de pedra, luminárias de bambu, móbile de arame, pulseira de semente, chaveiro toy art, garrafa de bambu para carregar bebidas, brincos de couro, portas retratos artesanais e as embalagens que também podem ser personalizadas, dentre outras coisas, todas feitas artesanalmente.

A montesclarense Janaina Alves Ferreira, formada em artes e a carioca Joanna Ribeiro Nogueira, que cursa o 5º período de publicidade e propaganda, se conheceram há dois anos e meio e são as sócias dessa microempresa que surgiu em maio de 2008.

- Às vezes a gente não percebe que o que queremos está na nossa frente, e em nossas mãos. Eu já tinha a formação da faculdade, mas não exercia e acabei decidindo fazer do que eu gostava um trabalho. Comecei pintando camisetas, o pessoal aceitou muito bem e assim surgiu a idéia de organizar tudo e montar uma micro empresa. No inicio eu produzia as peças, e Joanna só administrava, mas atualmente nós duas produzimos. – Conta Janaina.

O NOME
Janaina diz que não sabe precisar exatamente quanto tempo tem que começou a fazer este tipo de trabalho. Ela diz que iniciou fazendo artesanato hippie e bijuterias, e sempre desenhou e pintou e que por conseqüência disso acabou fazendo uma faculdade voltada para essa área. Ela conta que o nome foi inspirado nas gambiarras que seu pai fazia.

- Meu pai é como eu, vê um arame e já enxerga uma forma ou uma função. Sempre brinquei muito com as gambiarras que ele fazia, com pedaço de arame ou de madeira. Quando pensei em um nome, foi o primeiro que me veio em mente, porque é tudo feito muito artesanalmente. – Diz Janaina.

VALORIZAÇÃO
As amigas afirmam que a maior dificuldade enfrentada é a falta de valorização do trabalho feito manualmente, porque segundo elas, em uma camiseta que a estampa é exclusiva e feita a mão, as pessoas deveriam valorizar mais, mas muitos acabam associando isso ao silk, que de acordo com elas é um técnica mais simples e de produção de massa. As duas ressaltam que fazem todo trabalho manualmente, sendo poucas peças, mas todas completamente exclusivas.

A carioca Joanna Ribeiro Nogueira veio para Montes Claros há oito anos, ela conta que o publico jovem é quem geralmente compra as peças, e que recentemente começaram a vender para fora do estado. Elas receberam encomendas de Salvador, Goiânia e Santa Catarina. De acordo com Joanna, muitas pessoas compram pelo fato de ser um presente personalizado para um namorado, ou um ente querido.

DIVULGAÇÃO
A divulgação do trabalho é feita através da internet, e segundo Joanna principalmente pelo boca a boca. Ela ressalta também que contam com o apoio de alguns organizadores de festas, que sedem espaço para que elas exponham seus trabalhos.

- Começamos fazendo um perfil no site de relacionamento Orkut e um blog, e depois vimos a necessidade de aumentar essa divulgação e criamos um myspace e o contato via MSN. Nós também contamos com o apoio de algumas pessoas que organizam festas, que sempre que possível nós sedem um espaço para expormos nosso trabalho. – Diz Joanna.

A PRODUÇÃO
Joanna explica que para a produção das peças, elas fazem uma pesquisa na internet, não para copiar, mas para saber o que está mais atual e também para atualizar e aprender técnicas, para sempre estarem se aperfeiçoando. Segundo ela, é ver o que a galera está curtindo e pensar como irão dar o toque pessoal delas. Joanna diz que a inspiração vem do que elas gostariam de usar e que não encontram para comprar.

- O cliente entra em contato coma gente e explica o que ele quer e a partir disso, fazemos toda uma pesquisa de internet e no nosso próprio acervo de idéias e de estampas e fazemos para ele um projeto digital que é enviado por email, para que tenha uma noção de como irá ficar depois ficar pronto. Depois de aprovado fechamos o negocio com a pessoa e começamos o processo de passar o desenho para camiseta, que é pintada a mão. O processo de criação de uma camiseta dura de duas horas a um dia inteiro. – Explica Joanna.

SERVIÇO
Janaina e Joanna lembram que podem ser encomendados kits, que vem em caixas personalizadas, algumas com poema ou com algum texto, ou só uma palavra dependendo do gosto da pessoa. Para entrar em contato com as meninas do Ghambiarra, basta acessar www.ghambiarra.blogspot.com ou www.flickr.com/photos/ghambiarra ou pode ligar nos telefones 9903 2143 ou 9921 1594.

Um comentário:

Ghambiarra S/A disse...

WOW! Fino demias!

Bjão!

Postagens populares