TRANSLATE JORPS TO YOUR LANGUAGE

terça-feira, 14 de abril de 2009

A ARTE DE TRANSFERIR A CULPA - Texto opinativo



Muitas pessoas têm como habito transferir a culpa de fatos e acontecimentos a outra pessoa, coisa ou até mesmo outros seres. Por exemplo, se um cara bebe o dia todo e chega em casa e espanca a mulher e os filhos, muitos provavelmente irão dizer que é culpa da bebida, ou então do diabo. Se um viciado em alguma droga rouba e vende coisas da sua casa, a culpa será transferida para o vicio, ou para suas amizades e talvez também o Diabo.

Até parece que não são as pessoas quem procuram pela droga, pela bebida e etc. Mas é mais fácil culpar alguém ou alguma coisa do que admitir os erros e ter que encarar as consequências dos atos feitos.
Para pais conservadores, por exemplo, é mais fácil dizer que a culpa pelo seu “filhinho” estar se drogando, ou bebendo, é das companhias com quem ele anda, sendo que em muitos casos esse “filhinho” é quem procura por isso, e às vezes ele é o pior da turma com quem anda.

Assim como varias pessoas que cometeram atrocidades e foram presas, e na cadeia se convertem para alguma religião e pronto. Tudo aquilo de ruim que a pessoa fez nunca aconteceu, ou se aconteceu não foi por culpa da pessoa, irão dizer que ela estava possuída por um Demônio.
Porque será que muitas pessoas têm essa dificuldade de não encarar os fatos e assumir sua culpa, qual seria o motivo para isso?

Talvez a nossa própria sociedade, que se baseia muito nos conceitos estipulados pela religião, que desde os primórdios criou um meio para transferir a sua culpa e a de toda humanidade, o Diabo.
Então se a própria sociedade em que vivemos utiliza de meios para transferir sua culpa, uma grande parte das pessoas acaba agindo dessa maneira quase que automaticamente, praticamente sem perceber.

Ou talvez seja por pura preguiça, uma grande parte das pessoas prefere aceitar as coisas como são a questionar o por que, então para essas pessoas talvez seja mais fácil por a culpa em alguém, alguma coisa ou até mesmo no Diabo.

4 comentários:

felipe disse...

Estou de completo acordo com o texto,as pessoas tem liberdade de fazerem o que querem,e já que podem fazer o que quiser porque não decidem fazer o que é certo?
não concordo com quem trânsfere a sua culpa.

Anselmo Silva disse...

Opinião tendenciosa a aspectos religiosos... parece que é o "Advogado do Diabo" falando. Não é sempre, como insinuado, que a culpa de consequências é sempre do sofredor. Não é "transferir a culpa" para um verdadeiro agente de algo prejudicial, imputar-lhe a causa. Também não é universal, no âmbito religioso, a opinião de que o Diabo é o causador direto de todos os males. Isso é tradição que nada tem haver com a fonte confiável de informações sobre o Diabo, a Bíblia.

Samuel Fagundes disse...

A bíblia nada mais é que um livro escrito por homens, e o diabo apenas mais uma criação dos mesmos. O que quis dizer é que muitas pessoas preferem por a culpa em algo que não existe do que admitir seu erro.

Anselmo Silva disse...

Acho que vc não entendeu que não quis rebater sua opinião. Não Disse nada sobre a inspiração da Bíblia. Quiz dizer que para alguém ter causa válida para afirmar que algo é "culpa do Diabo" deveria ter base bíblica por ser o livro no qual é a fonte de tais informações. Realmente, a nossa sociedade 'se baseia baseia muito nos conceitos estipulados pela religião', que para o nosso país e outros, a igreja católica. No entanto, você talvez concorde que estamos saboreando os males de uma sociedade onde não há uma regra central de comportamento, embora de maquie, por meio de leis e emendas os atos diretamente resultantes desta falta de propósito único da humanidade. Não concordo que alguém não possa ter amargo arrependimento por atos passados sem necessariamente colocar a figura do Diabo como causador destes.

Postagens populares