TRANSLATE JORPS TO YOUR LANGUAGE

sábado, 19 de maio de 2012

CENSURA




O Brasil é um grande e maravilhoso país, mas infelizmente é cercado de pessoas incompetentes e corruptas na sua administração e também nos órgãos que deveriam funcionar para fiscalizar e dar segurança a população. Para explicar melhor o que eu digo, pense na demora e em toda burocracia que é por exemplo, para se acusar e/ou processar uma pessoa que ocupe um cargo publico, como um vereador, um juiz, um ministro, etc. Pense também na demora da policia para resolver certos casos, principalmente os que envolvam pessoas com maior poder aquisitivo, ou que evolvam políticos ou parentes dos mesmos.


Agora vejam como são as coisas, o mesmo Ministério Publico, que sabe se lá o porque, não enxerga as falcatruas e desvios de conduta feitos pelos nossos "queridos" representantes, e quando enxergam demoram "milênios" para condená-los, quando os condena, são extremamente ágeis em casos que muitas vezes não representam a opinião da população, alem de diversas situações que não eram nem necessárias as intervenções feitas.

Semana passada li que o MP estuda a possibilidade de proibir a veiculação de um clipe do cantor Alexandre Pires, onde o mesmo acompanhado do jogador Neymar e do cantor Mister Catra, dançam ao lado de mulheres de biquíni e de pessoas fantasiadas de gorila. O Ministério Publico investiga se o clipe teria conteúdo racista. Por mais que a musica seja ruim, percebe se claramente que não há racismo até porque, todos os três são negros.  A musica em questão se chama "kong" e em certa parte diz "o bonde do Kong não vacila. É instinto animal de leão com pegada de gorila", em minha opinião, o fato de se ter gorilas no clipe, é bem lógico, se  analisado o contexto da letra. Particularmente, não gosto do estilo musical do cantor Alexandre Pires e também não sou apreciador de suas letras, muito menos das "dancinhas", mas não consegui perceber aonde se situa o racismo na musica. Se fosse para prender o Alexandre Pires pela qualidade da musica dele, tudo bem, eu até concordo, mas a alegação de que o clipe tem conteúdo racista, é algo difícil de entender.

O que também me faz pensar na importância do Ministério Publico ter que intervir na veiculação de um clipe. Dá a entender, de certo ponto, que o MP, não tem nada mais importante para investigar, como corrupções pelo Brasil a fora. Talvez, tirar um clipe de um pagodeiro famoso do ar dá mais "ibope" do que indiciar políticos corruptos. E eu fico pensando também, se lá no MP, eles acreditam que esse tipo de ação é uma maneira de dizer que estão fazendo alguma coisa, até porque tem de justificar seus altos salários, mas se a intenção é essa, acredito eu não ser das melhores idéias.

Outra noticia que li e também vi no tele-jornais, foi a prisão do rapper Emicida,, após se apresentar em Belo Horizonte (MG) o musico foi preso e encaminhado até a delegacia, pois segundo a PM, teria incitado o publico a ofender os policiais e por isso terá de responder por desacato. De acordo com entrevistas das aos jornais, Emicida disse que em nenhum momento se direcionou aos policias que estavam no local, e que na verdade, ele cantou uma de suas musicas, "Dedo na ferida", onde o rapper critica a forma como pessoas humildes são retiradas de suas casas em desapropriações, muitas vezes com a policia agindo com força exacerbada.

Tal como o MP, parece que a PM, não tem nada mais importante para fazer do que ficar encrencando com musica. Parece que nossas ruas estão muito seguras e que se não atuarem dessa maneira, também não estarão justificando seus salários, que no caso da PM, realmente não é lá essas coisas, mas há de se de convir que prender músicos por expressar sua arte, deveria ser uma das ultimas preocupações da policia.

Não aprecio nenhum dos dois estilos musicais que Alexandre Pires e Emicida tocam, mas não concordo nem com a ação da policia nem com o intuito do MP, pois em minha opinião, o dois órgãos tem muito, mas muito mais com o que se preocupar, do que gastar atenção e recursos fazendo o papel que a censura fazia na ditadura.

Algumas pessoas acreditam que não temos mais censura, mas esses dois exemplos que citei, mostram como esta, se faz presente em nosso Brasil. A nova "moda" do "politicamente correto", não deixa de ser uma forma de se fazer censura, só tem apenas outro nome, mas é na verdade uma máscara para essa pratica arcaica.

Em pleno século 21, humoristas são processados e perdem seus cargos por fazerem piadas, músicos tem clipes retirados do ar e são presos por apresentarem seus trabalhos, um verdadeiro retrocesso. Eu tenho orgulho de ter nascido no Brasil, mas em momentos como esse a frustração é algo que eu não consigo expressar em palavras. É ridículo e ao mesmo tempo vergonhoso saber que esse tipo de coisa ainda acontece, e ainda por cima em seu país. A pergunta que me vem em mente é até quando todos aceitaram e aguentaram calados a tudo isso? Até quando teremos nossas liberdades cerceadas em nome de uma moralidade hipócrita e em suma maioria falsa?

Até quando?

Nenhum comentário:

Postagens populares